.

Uma lenda que não pára de cantar

A lenda tem mais de 500 anos mas não perde atualidade. E está na origem de um dos mais populares símbolos da identidade portuguesa: o Galo de Barcelos. Para além de ser uma peça emblemática do artesanato português, dentro da rica tradição da olaria minhota, o famoso galo foi utilizado, a partir de 1935, como imagem de marca do turismo nacional, até se transformar num ícone quase universal da Portugalidade.

Quem não conhece este galo preto de crista bem vermelha, pintalgado de corações? Já a sua lenda é outra história…

Conta a lenda que há muitos, muitos anos, na localidade minhota de Barcelos, se cometeu um crime cujo autor se desconhecia. A população andava assustada procurando o criminoso, até que um dia chegou à cidade um forasteiro, vindo da Galiza, que foi imediatamente acusado. O homem defendeu-se como podia, dizendo-se inocente. Era um simples peregrino a caminho de Santiago de Compostela para pagar uma promessa. Ninguém o ouviu, foi preso e condenado à forca. Como última vontade, o homem pediu que o levassem até ao juiz da localidade para as suas últimas alegações. Em casa do juiz, todos se deliciavam com um grande banquete.
O homem mais uma vez se declarou inocente, mas de novo o ignoraram. Foi então que o condenado reparou num galo assado que luzia sobre a mesa, e, como último recurso, disse: “É tão certo eu estar inocente como é certo esse galo cantar quando me enforcarem!”. O juiz e os seus convivas riram-se, mas pelo sim pelo não, não tocaram no galo assado. E o homem avançou para a forca. Diz a lenda que quando finalmente chegou a hora de o enforcarem, o galo se levantou e cantou, salvando o galego in extremis. O juiz mandou soltá-lo e ele seguiu o seu caminho. Mas nunca se esqueceu do galo milagroso. Passados alguns anos, o homem voltou a Barcelos e mandou erguer um monumento em louvor da Virgem e de São Tiago.

De lenda medieval a ícone nacional, o Galo de Barcelos não para de surpreender, e tem inspirado artesãos e designers ao longo dos tempos. Sem perder de vista a essência do formato original, com as suas cores garridas que contrastam com o fundo preto, são várias as reinterpretações desta peça-estrela do artesanato português. Nas lojas Porfolio, selecionámos um conjunto de Galos de Barcelos que exprime toda a riqueza e criatividade do nosso artesanato, dos mais tradicionais e reconhecíveis, aos galos mais atuais, reinventados, estilizados, numa só cor, mas com uma personalidade igualmente forte e o seu “cantar” inconfundível!

Descubra a nossa seleção de Artesanato.